AUTOATENDIMENTO

Uniso tem terceiro Doutorado aprovado
05/10/2018 - 15h56

O MEC acaba de aprovar a implantação do Doutorado em Comunicação e Cultura da Uniso, o terceiro oferecido pela Instituição. O relatório referente à aprovação do novo curso foi divulgado nesta sexta-feira (dia 5) pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão responsável pela avaliação das propostas de implantação de cursos de Pós-Graduação.
Para a obtenção do Doutorado, a Capes realiza uma avaliação criteriosa da proposta enviada pela instituição, que considera a trajetória do programa de pós-graduação, a qualidade do corpo docente, a relevância da produção científica e as condições de infraestrutura disponíveis, dentre outros critérios.
De acordo com a professora Maria Ogécia Drigo, Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Uniso, o edital de inscrições para o primeiro processo seletivo do Doutorado poderá ser lançado em outubro, com início da primeira turma no primeiro semestre de 2019.
A professora ressalta que aprovação veio como reconhecimento de um trabalho em equipe que contribuiu para o aperfeiçoamento do Programa e que, conforme assinala o relatório da CAPES, promoveu diversas medidas, como revisão da matriz curricular e aumento do número de disciplinas vinculadas às práticas de pesquisa, dentre outras. No documento, destaca-se ainda que a proposta comprova o comprometimento da Uniso, expresso em seu Plano de Desenvolvimento Institucional, em que são citados os esforços na implementação e acompanhamento dos Programas de Pós-Graduação e na integração entre Ensino, Pesquisa e Extensão, e que o corpo docente apresenta produção qualificada.
. O Programa de Comunicação e Cultura foi implantado em 2006, com o curso de Mestrado, que já formou 155 mestres. Possui área de concentração em “Mídias” – conceito compreendido em sentido amplo, que envolve desde relações interpessoais até processos massivos, a partir de uma perspectiva da comunicação como uma prática sociocultural. O Programa conta com as linhas de pesquisa “Análise de Processos e Produtos Midiáticos” e “Mídias e Práticas Socioculturais”, que são subsidiadas por três grupos: Mídia e Cidade (MidCid), Narrativas Midiáticas (NAMI) e Grupo de Estudos em Imagens Midiáticas (GPIM).
Com a aprovação do novo curso, a Uniso passa a oferecer três Doutorados, além de quatro Mestrados nos Programas de Pós-Graduação: Mestrado e Doutorado em Comunicação e Cultura, Mestrado e Doutorado em Ciências Farmacêuticas, Mestrado e Doutorado em Educação, e o Mestrado Profissional em Processos Tecnológicos e Ambientais, todos reconhecidos pelo MEC.

 

Nota máxima no MEC
A qualidade da Pós-Graduação e da Pesquisa está entre as dimensões que garantiram à Uniso a nota máxima atribuída pelo MEC na avaliação de recredenciamento institucional no sistema de Ensino Superior, realizada em setembro.
A Uniso recebeu a nota 5 e se tornou a única universidade da Região com a nota máxima, incluindo as públicas. Esse conceito distingue a instituição não apenas em nível regional: No Estado de São Paulo, ela está entre as cinco universidades que possuem essa nota, dentre 38 instituições privadas, comunitárias e públicas. Em âmbito nacional, a Uniso passa a figurar entre as 22 universidades com conceito máximo, de um total de 201.
Para ampliar a divulgação dos projetos científicos da Universidade também foi criado, há um ano, o projeto Uniso Ciência, que possui um jornal no formato tabloide, de periodicidade trimestral, um blog e a revista semestral bilíngue Science@Uniso, que podem ser acessados em: http://uniso.br/unisociencia/