AUTOATENDIMENTO

Escritório acadêmico desenvolve projetos para comunidade
15/12/2017 - 09h18

O curso de Arquitetura e Urbanismo vem desenvolvendo estudos e projetos para instituições com ação social, por meio de seu escritório acadêmico Sociê. Os trabalhos são conduzidos por alunos voluntários de todos os períodos, com a coordenação do professor e arquiteto Fábio Morello.
Um dos projetos em andamento consiste na recuperação da Casa da Arte da Associação Flanar, na Fazenda Ipanema. Em novembro, inclusive, houve uma reunião de apresentação da planta do novo espaço.
Outro estudo atende à Terceira Idade da Uniso para a criação de um espaço de convivência no pátio interno do Seminário. Esse é o segundo projeto criado para o câmpus. O primeiro resultou na instalação de um novo totem na entrada.
O escritório também elaborou um amplo estudo sobre o Lar São Vicente de Paulo, entidade tradicional em Sorocaba que abriga a mais de cem idosos. Atualmente, os alunos estão desenvolvendo alguns projetos com base nas necessidades da instituição.
Outras instituições também já foram atendidas pelo Sociê desde a sua criação em 2014, como a Associação Comunitária Inhaíba, com o projeto de reforma, e a Associação de bairro do Piazza de Roma, com o estudo de implantação de praça.
Conforme explica o professor Fábio, os projetos não possuem formato comercial e são feitos gratuitamente pelos alunos que recebem horas complementares e horas de estágio, sendo a implementação de responsabilidade das instituições.
“Trata-se de um espaço acadêmico com o objetivo de dar oportunidades para a prática do estudante nas atividades que compreendem um escritório da área, como atendimento, gerenciamento e elaboração de plantas”, comenta, enfatizando que o escritório atende apenas a demandas sociais. Foto: Adriana Lima/ Flanar

 


Apresentação do projeto para a Flanar na Fazenda Ipanema